Xiru Lautério "O PERSONAGEM MAIS BAGUAL DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS BRASILEIRAS"

22 de dez de 2010

Don Tapejara e Noiel

6 comentários:

cruzaltino disse...

Saudações, Byrata!

Somos fãs do Xirú Lautério e sentimos por não vê-lo seguidamente em seu blog.
Inclusive, criamos um personagem gaudério inspirado no Xirú Lautério. Ele se chama Cruzaltino, uma vez que nascemos e moramos em Cruz Alta.
Aguardamos, ansiosamente, uma oportunidade de conhecê-lo pessoalmente.

PS: Assim como o Tapejara, nunca pensou em criar tiras do Lautério?

Um abraço!
Henrique Madeira e Greice Pozzatto

byrata disse...

Olá Henrique e Greice!

Alegria receber seu comentário, Cruz Alta, de certa forma também é terra natal do Xiru Lautério. Ai viveu um grande inspirador de todos nós, gaúchos, o grande Érico Veríssimo e também foi em Cruz Alta que o Xiru foi publicado pela primeira vez, fora de Tupanciretã, no Diário Serrano, isso nos idos de 70.
Quanto ao Xiru em tirinhas, penso que poderia ser possível, mas teria de readaptar toda sua estrutura para essa modalidade. Gosto mais dele em quadrinhos longos e de bastante folego, vivendo aventuras épicas. Quem sabe no futuro...
E o Cruzaltino? Gostaria de conhece-lo. Pode me enviar? Onde é publicado?

Grande abraço!

cruzaltino disse...

Olá, Byrata!

Tu acredita que nós temos todas as páginas da HQ do Xirú Lautério, publicadas como se fossem tiras, extraídos do jornal Diário Serrano dos anos 70?
Temos até a matéria que saiu, antes da estréia.

Obrigado por divulgar nosso trabalho!

Um grande abraço!
Henrique Madeira e Greice Pozzatto

byrata disse...

Henrique e Greice!

Cada vez fico mais faceiro de saber da existencia de vocês! São um vinculo com o meu passado e a certeza de futuro pro Xiru, pro Cruzaltino e pra cultura de nosso Rio Grande através das HQs.

Grande abraço!

cruzaltino disse...

Olá, Byrata!

O Cruzaltino nada mais é do que o filho do Xirú Lautério, que na verdade, é um empreendimento visionário, considerando que ele deve ser o primeiro personagem gaudério feito para os quadrinhos, pelo que supomos.

Dentre as demais crias deste "pai dos quadrinhos gaudérios" estão também o Teixeirão, do Rafael Grasel, Os Cumpadres do Diemer e o Tapejara, do Louzada.

Quem sabe, um dia, haverá uma infinidade de artistas gaúchos seguindo os passos do "pai", divulgando nossa cultura e os quadrinhos gaúchos, assim como estes referidos estão trilhando?

Obrigado pelo carinho com que nos tem recebido e pelo apoio oferecido!

Um abraço!
Henrique Madeira e Greice Pozzatto

byrata disse...

Mas bah! O "cumprumissio" é grande, o Xiru vai ter que que se comportar muito bem, daqui pra frente pra não dar mau exemplo.

Grande abraço Henrique e Greice!