Xiru Lautério "O PERSONAGEM MAIS BAGUAL DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS BRASILEIRAS"

10 de dez de 2014

A HISTÓRIA DA PROPAGANDA IMPRESSA DE SANTA MARIA



O livro A HISTÓRIA DA PROPAGANDA IMPRESSA DE SANTA MARIA, de Carlos Alberto Bellinaso foi lançado dia 4/12/2014, na Livraria Athena. 

A obra apresenta importante pesquisa com reprodução de anúncios impressos no jornal A Razão, desde a década de 30. É mais uma edição com o selo da Editora Rio das Letras, de Santa Maria.

  



O público esteve presente, prestigiando o trabalho e seu autor.

20 de nov de 2014

Edição de Risco 2

A anunciada e aguardada EDIÇÃO DE RISCO 2 está pronta e será lançada este fim de semana em Porto Alegre!

O Xiru Lautério está presente nesta edição com uma aventura urbana, não deixe de conferir:

19 de nov de 2014

As focas taradas



Pois o Fabrício Minussi, do programa Imembuí em Pauta, transmitido diariamente através da Rádio Imembuí AM, de Santa Maria me chamou a atenção para uma reportagem veiculada dia 17/11, no site da Band, sobre um fato que vem ocorrendo no mundo animal e que tem preocupando os pesquisadores.

Diz a manchete da reportagem, que focas andam estuprando pinguins em ilha do Atlântico e que os cientistas não sabem o motivo do fenômeno, que já foi registrado por quatro vezes.
O texto diz: “Focas estão abusando sexualmente de pinguins-rei na Ilha Marion, localizada no Atlântico Sul, e os pesquisadores não têm certeza do que está levando os animais a essa atitude agressiva. Um estudo sobre o fenômeno foi publicado na revista Polar Biology deste mês.

A equipe sul-africana responsável pela pesquisa já registrou três vezes, focas abusando dos pinguins na Ilha Marion. Mas o primeiro caso registrado aconteceu em outra ilha, em 2006. Mesmo assim, os cientistas estão intrigados, porque não achavam que o ocorrido se repetiria.

Nos registros, os pinguins reagem. No entanto, as focas são muito maiores e mais fortes, de modo que os dominam facilmente.

Em uma das ocasiões acontecidas recentemente, uma foca tentou copular com um pinguim, e, não conseguindo, devorou-o. No início, pensou-se que isso era parte do comportamento predatório das focas, porém os cientistas cogitam a possibilidade de um aprendizado: uma teria visto outra praticando o abuso e, depois, repetiu. “Focas têm a capacidade de aprender. Nós sabemos isso”, explicou Nico de Bruyn, um dos cientistas.

Uma teoria lança a hipótese de que a concorrência por focas do sexo feminino teria feito com que alguns machos atacassem os pinguins.

Mas bah! É sério isso, pra mim é caso de polícia! Onde vamos parar? Já que as focas, segundo os cientistas, tem a capacidade de aprender, devem estar aprendendo com os humanos uma coisa dessas, só pode. Nossa espécie tem dado péssimos exemplos e a foca esta copiando o que há de pior em nossas ações. Também só pode, meios de mídia e divulgação não faltam, como por exemplo o cinema, através de filmes violentos que se disseminam pelo mundo inteiro e são exibidos em qualquer horário, na TV. Quem tem criança em casa, tem que estar muito atento e agora, pelo visto teremos que censurar as exibições de filmes para os animais, porque poderão se influenciar e sair por aí repetindo o que fazemos de pior. 

Isso me lembra, que outro dia vi um sujeito repetir um palavrão muito comum nos filmes policiais norte-americanos em que normalmente os bandidos ou marginais e até mesmo policiais, quando querem agredir alguém, dizem: motherfucker, que é a gíria-tabu mais ofensiva e degradante da língua inglesa pois implica transar (fuck) com a própria mãe (mother). 

Pois o vi repetir o palavrão, certamente não sabia o que significava, apenas repetia o que ouviu, talvez inúmeras vezes nalgum desses filmes violentos, ele nem sequer sabia pronunciar, dizia assim: “mãe da foca”! “mãe da foca”! Embora ele não soubesse o que dizia, sua expressão de agressividade era bem convincente.

As focas taradas do Atlântico Sul estão aprendendo mal criação, imagino a trabalheira que terão os cientistas para reeduca-las, será um trabalho tão grande quando reeducar a humanidade.

                             
Byrata – 18/11/14

Esse foi o tema do comentário que faço nas terças feiras, no programa Imembuí em Pauta, dirigido pelo jornalista Fabiano Minussi.

14 de out de 2014

Xiru Lautério - Tigre N'Água em comentário no blog LIVROS QUE EU LI, de Aguinaldo Severino.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

xirú lautério e o tigre n'água

Do Byrata já li várias revistas em quadrinhos, mas só uma delas já havia registrado aqui (Xirú Lautério e os dinossauros). Comprei "Xirú Lautério e o Tigre n'água" durante a última feira do livro de Santa Maria, ainda em maio. Como esse volume sumiu de meu radar e ficou tanto tempo sem ser registrado aqui só meus combates com o velho Alzheimer pode explicar. Paciência. A história foi escrita e finalizada com tinta nanquim por volta de 1993, mas o Byrata deixou as pranchas originais guardadas durante vinte anos para só as digitar e editar recentemente. A história é movimentada, assim como na aventura com os dinossauros. Encontramos fugas espetaculares dos perigos do campo, peleias inusitadas do gaudério com o mundo tecnológico dos helicópteros e caças Xavantes, causos contados à luz de rodas de fogo, cavalgadas épicas e o tal encontro com uma onça pintada nas encostas do rio Jaguari. Byrata diverte ao apresentar sua leitura das tradições gaúchas. Claro, o Xirú faz por merecer o título de "o mais bagual dos personagens das histórias em quadrinhos brasileiras". Parabéns Byrata.
[início/fim: 29/04/2014]
"Xirú Lautério e o Tigre n'água: uma aventura no Rio Jaguari", Byrata (Jorge Ubiratã da Silva Lopes), Santa Maria/RS: editora Rio das Letras, 1a. edição (2013), brochura 21x30 cm, 24 págs., ISBN: 978-85-65172-09-7
 

25 de set de 2014

O 11º CARTUCHO EM MATÉRIA DO DIÁRIO DE SANTA MARIA

Na ponta do lápis24/09/2014 | 21h01

11º Cartucho começa na sexta-feira

Nesta edição, os cartunistas de todo o Estado poderão enviar seus trabalhos pela internet

11º Cartucho começa na sexta-feira Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução
Cartunistas do Sul do mundo, preparem e apontem seus lápis. A cidade habitará, mais uma vez, o Cartucho — Encontro de Cartunistas em Santa Maria. A 11ª edição, que começa sextae vai até domingo, reunirá 15 cartunistas convidados de todo o país — além dos santa-marienses Máucio, Byrata, Jô e Reinaldo Pedroso — e prevê pelo menos duas novidades.

Uma delas é que, agora, os cartunistas que não puderem estar na cidade durante o encontro poderão mandar seus desenhos pela internet, e assim, participar da exposição com as obras do evento. A outra novidade é uma aproximação do cartum e da poesia, com a criação de um novo momento: o Passa a Bola do Humor e da Poesia. Neste ano, o encontro terá a participação da poeta porto-alegrense Claudia Gonçalves.
Segundo o coordenador do Cartucho, o cartunista Máucio, a ideia é ampliar e valorizar o diálogo do regional com o universal dentro do evento.
— São duas ações que fizeram o Cartucho ampliar sua visão, a partir de uma necessidade de reflexão. Elas sinalizam a importância da comunicação ampla e o diálogo com outras linguagens, como o humor e a poesia — explica Máucio.
Dessa vez, o tema da edição, que tradicionalmente é revelado às 22h de sexta-feira, será divulgado pela internet, nos perfis de Máucio e da Chili Produções Culturais. Até as 22h de sábado, os cartunistas poderão produzir seus desenhos inspirados no tema. O requisito para a participação por meio da internet é que o artista seja natural do Rio Grande do Sul. É válido apenas um trabalho por autor. Os materiais devem ser enviados para rose@chilism.com.br.
O homenageado dessa edição é o ilustrador Eloar Guazelli. Guazelli é licenciado em Educação Artística pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e hoje mora em São Paulo. Já foi premiado nos Festivais de Cinema de Havana, Gramado, Rio de Janeiro, Bahia, Maranhão e Brasília. Além de vários prêmios em salões de humor, Guazelli também levou suas exposições para países como Alemanha, Bélgica, Estados Unidos, Holanda e Itália.
Os 15 convidados para esta edição criarão seus desenhos durante o Chimarrão com Nanquim, que ocorre pela manhã na Praça Saldanha Marinho. Pela tarde, o público pode interagir com os artistas e acompanhar as obras. No domingo, os trabalhos estarão expostos no Royal Plaza Shopping, a partir das 15h, com a exposição Riso Grande do Sul. Veja a programação ao lado.

Programação 

Sexta

22h - Reponte temático: votação e divulgação do tema do 11º cartucho, nos perfis Maucio Rodrigues e Chili Produções Culturais

Sábado

10h - Chimarrão com Nanquim, com cartuns ao vivo, Passa a Bola do Cartum e da Poesia, Grafismo e Poesia e Mostra de Mini-Livros

Onde — Praça Saldanha Marinho

20h - Debate sobre as profissões de cartunista, ilustrador, chargista e quadrinista

Onde - Hotel Morotin do Centro

22h - Cartum temático: fim do prazo de envio

Domingo

15h — Invernada do Humor: abertura da exposição temática do 11º Cartucho: Riso Grande do Sul
Onde - Royal Plaza Shopping

Quem participa:
Douglas Dias — Bento Gonçalves
Claudia Gonçalves — Porto Alegre
Alisson Affonso — Rio Grande
Moacir Guterres — Moa — Porto Alegre
Geraldo Fernandes — Passo Fundo
Wagner Passos — Rio Grande
Joel Almeida — Giruá
Greice Pozzatti — Cruz Alta
Leandro Bierhals — Porto Alegre
Leandro Dóro — Porto Alegre
Neltair Abreu — Santiago — Porto Alegre
Augusto Bier — Porto Alegre
Eloar Guazelli — São Paulo (homenageado)
Vicente Marques — Porto Alegre
Alexandre Carvalho — Porto Alegre


http://diariodesantamaria.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/noticia/2014/09/11-cartucho-comeca-na-sexta-feira-4605821.html