Xiru Lautério "O PERSONAGEM MAIS BAGUAL DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS BRASILEIRAS"

19 de nov de 2010

HQ da Lenda de Sepé Tiaraju

Me despertou interesse a notícia de que uma revista de história em quadrinhos foi lançada na Feira do Livro de Porto Alegre, se não me engano, no dia 11 de novembro.

Segundo a notícia ”O senador Paulo Paim e o deputado Marco Maia, ambos do PT, ficaram quase três horas à frente da banca do Senado Federal autografando uma história em quadrinhos sobre a lenda do Sepé Tiaraju. A relação entre os parlamentares e o gibi é simples: Maia foi o autor e Paim, o relator de um projeto de lei declarando Sepé Tiaraju herói nacional.”

Fiquei entusiasmado com a notícia, por se tratar da valorização de um herói gaúcho e brasileiro da maior importância e pelo fato de ter sido utilizado para isso a linguagem dos quadrinhos.

Os países tidos como os mais desenvolvidos do planeta, há muitos anos utilizam os quadrinhos para lembrar, resgatar e reverenciar seus heróis, bem como sua cultura, seu folclore e sua história.

Aqui no Brasil tivemos muitas iniciativas desse tipo, durante o decorrer de nossa história, lembrando, para citar algumas, as publicações das editoras, Ebal, Brasil América e Abril. Mas ainda precisamos incentivar e produzir muito mais quadrinhos desse gênero, para que nossos jovens conheçam e cultuem nossa cultura e nossos legítimos heróis. Para isso nada melhor que a linguagem universal dos quadrinhos, que se renova a cada instante em suas técnicas de roteirização e de apresentação visual, para atender um público cada vez mais crítico e exigente.

Então, quando li a notícia, sobre a HQ de Sepé Tiarajú, fiquei faceiro e triste, porque, ao mesmo tempo em que parabenizo o Senador Paulo Pain (a quem muito admiro) e o Deputado Marco Maia, por sua iniciativa, também questiono quanto a valorização do artista ou artistas que desenvolveram a quadrinização da HQ. É sabido que esse é um trabalho bastante sério, complexo e de grande importância num projeto de história em quadrinhos. Isso envolve a participação de um único artista ou vários, desde pesquisadores, escritores, roteiristas, desenhistas e arte-finalistas.
Em nenhuma das notícias que vi veiculadas na imprensa foi mencionado o nome do quadrinhista ou equipe responsável por esse importante trabalho autoral. Quem são os autores? Gostaria de saber, pois não basta resgatar o nome do herói Sepé Tiaraju, é preciso resgatar e valorizar também o nome ou nomes dos heróis quadrinistas, pois aqui no Brasil, fazer quadrinhos é um trabalho heróico.

Grande abraço a todos!

Byrata

byrata@hotmail.com

Nenhum comentário: